Um guia para cuidar de sua peluda grávida

Um guia para cuidar de sua peluda grávida

Nas cadelas domésticas, a maturidade sexual é atingida entre as idades de 6 a 12 meses, podendo ocorrer mais tardiamente em algumas raças de grande porte. A gravidez é possível assim que o primeiro ciclo de estro começa, mas a reprodução não é recomendada antes do terceiro ciclo.

Duração:

O tempo entre a ovulação e o nascimento de filhotes fica entre 59 e 65 dias (63 dias em um grande número de casos). O tempo de acasalamento pode não coincidir exatamente com o momento da ovulação e assim o tempo entre o acasalamento e o nascimento dos filhotes pode variar muito mais, ficando entre 56 e 72 dias.

Podem haver diferenças individuais, mas sua cadela não deve exceder 65 dias de gestação, e caso isso ocorra procure a ajuda de um médico veterinário.

Os sinais de gravidez canina incluem:

Uma descarga serosa da vulva começando cerca de um mês depois do acasalamento. Após cerca de cinco semanas de gravidez, o peso da cadela vai começar a aumentar. Sendo possível obter 15 a 25% do seu peso inicial (dependendo do número de filhotes) durante o restante do tempo.

Durante a segunda metade da gravidez, o apetite da cadela vai aumentar. E a partir do dia 40 em diante, as mamas da cadela podem tornar-se mais proeminentes e as glândulas mamárias aumentarão à medida que se enchem de leite. Mudanças no comportamento são comuns, sendo o enjoo matinal presente.

Determinar a gravidez:

Após cerca de metade do tempo (aproximadamente 4 a 6 semanas após a concepção), a cadela deve receber um check-up veterinário que irá confirmar a gravidez através de palpação abdominal (no entanto, o diagnóstico pode ser difícil se a cadela for nervosa, tensa ou apresentar sobrepeso) e/ou urina e exames de sangue. O ultrassom ou raio X também pode ser usado mais tardiamente para a confirmação. Uma radiografia pode ser realizada três semanas antes do parto para contar o número de filhotes. O que torna o parto mais seguro, já que deixa os proprietários da cadela preparados para o número de filhotes que virão.

Alimentação:

A dieta precisa ser monitorada com cuidado e é aconselhável procurar a orientação de um veterinário sobre a melhor nutrição durante os estágios da gravidez. Com cinco ou seis semanas de gravidez, ela vai precisar de 30-50% mais alimentos do que o normal para fornecer nutrientes suficientes para seus filhotes.

À medida que a gravidez avança os filhotes crescem e ocupam cada vez mais espaço no abdômen. Dê-lhe pequenas e frequentes refeições para ajudá-la a comer a quantidade de comida que necessita ao longo do dia; já que com os filhotes crescendo dentro dela não vai sobrar muito espaço e isso vai leva-la a ficar cheia mais rapidamente. Durante a gravidez, sua cadela deve estar em uma dieta bem equilibrada. Caso você use alimentos de boa qualidade e de alto teor proteico, não será necessário suplementar a sua alimentação. Além de não ser necessário, pode ser perigoso! Não suplemente a dieta da baixinha com cálcio ou vitaminas, apenas o faça sob recomendação médica.

Exercício:

Continue exercitando sua baixinha peluda, mas tente evitar qualquer coisa muito extenuante, especialmente após o primeiro mês de gravidez. Faça caminhadas curtas e não a deixe ficar cansada.

Medicamentos:

Muitos medicamentos veterinários são seguros para o uso durante a gravidez, no entanto, a orientação de um veterinário deve sempre ser procurada para garantir que a medicação que você tem em mente não irá causar nenhum dano aos filhotes.

Vacinação:

Vacinas não devem ser administradas durante a gravidez; no entanto, caso seja possível, seria uma ótima ideia ter sua cadela vacinada antes de engravidar, pois isso vai garantir que ela tenha um alto nível de anticorpos para passar para seus filhotes durante a lactação.

Desparasitação:

O febendazol é um vermífugo adequado para cadelas gestantes; é eficaz contra ascaridíase, ancilostomíase, vermes pulmonares e a tênia. Combinações de pirantel/praziquantel também podem ser adequados. O regime de dosagem vai depender do produto que você escolher (sempre seguir as instruções do fabricante e consultar o seu veterinário).

É muito importante vermifugar sua baixinha para garantir que a infestação por vermes não seja passada aos filhotes. Sempre procure a orientação de um médico veterinário para garantir que o produto correto esteja sendo administrado e que o está sendo feito na dose e frequência corretas.

Preparação para o nascimento:

Durante as últimas 3 semanas de gravidez é uma boa ideia isolá-la de outros cães para garantir que ela não contraia o vírus da herpes, que pode provocar abortos.

Ela pode não gostar de ficar sozinha e, provavelmente, se tornará mais carinhosa e um pouco irritada. À medida que a data do parto se aproximar, ela vai começar a procurar um lugar seguro para dar à luz. Prepare uma caixa de parto para sua cadela duas a três semanas antes, para ela se acostumar com o local e dessa forma o escolha para dar à luz.

Cerca de 24 horas antes de entrar em trabalho de parto sua cadela pode tornar-se inquieta, desinteressada em alimentos e começar o assentamento. Ela pode ofegar e sua vulva pode inchar e apresentar uma secreção mucosa clara.

Contrações abdominais começaram então, e ela vai se esticar e fazer movimentos continuados, arfando. O primeiro filhote deve nascer dentro de 1 a 2 horas do início das contrações. A membrana placentária muitas vezes se rompe antes do filhote nascer, mas não é sempre assim, podendo em alguns casos os filhotes nascerem completamente cobertos em suas membranas.

O nascimento:

A cadela normalmente irá remover as membranas placentárias e cortar o cordão umbilical. Se ela estiver cansada, ou for simplesmente inexperiente e não o fizer, você pode rasgar delicadamente a membrana na região do nariz e da boca do filhote.

Imediatamente após a remoção da membrana o filhote deve começar a respirar, se movimentar e tentar encontrar um mamilo e iniciar a amamentação. Caso haja muita secreção nas narinas e na boca do filhote limpe delicadamente com uma gaze seca deixando as vias aéreas livres para ele respirar.

Entre cada parto a cadela normalmente repousa e o tempo de pausa pode variar de 15 minutos a uma hora. Após todo o parto ela vai sossegar, sua respiração se tornará calma e ela deve ser mantida calma para alimentar e limpar seus filhotes.

Você deve procurar a orientação de um veterinário em qualquer fase da gravidez, antes do parto ou após ele, caso esteja preocupado com ela e com o bem estar de seus filhotes.

Aproximadamente 40% dos filhotes nascem pela cauda primeiro. Isso é perfeitamente normal.

Contate imediatamente o seu veterinário em qualquer das seguintes situações:

  • O período de gestação de sua cadela está durando mais de 64 dias sem o início do trabalho de parto;
  • Meia hora se passou desde o início das contrações abdominais e nenhum filhote nasceu;
  • Meia hora se passou após o nascimento de um filhote, mas sua cadela ainda está tendo contrações fortes e não há nenhum sinal de outro filhote;
  • Um filhote ficou preso e sua cadela não é capaz de dar à luz a ele. Você pode aplicar uma leve pressão para puxar o filhote, mas se ele não se mover facilmente procure imediatamente a orientação de um veterinário;
  • Uma descarga verde ou escura está saindo da vulva dela antes do parto, ou se essa descarga estiver presente 12 horas após o parto.

 

 

Tradução e adaptação: Carolinne Torres Silva Dias

Fontes:
http://goo.gl/K6uf6f
http://goo.gl/aRFQug

Visite o nosso site
Visite o nosso Facebook

Compartilhe

Posts recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *