Dicas e manejo: Animais com Problemas de Cervical

girafa cervical pescoço

Vamos começar com o diagnóstico.

Primeiramente pode-se perceber em casa algumas mudanças de condutas do próprio animal. O deslizar e/ou o tremor das patas dianteiras (pode ser de apenas uma) quando o animal está parado (sentado ou em pé) é um dos primeiros indícios de fraqueza ou pinçamento dos nervos da coluna cervical (pescoço).

A queda ou abertura dos braços até deitar no chão também pode ser vista, assim como a perda de equilíbrio ao abaixar a cabeça para comer ou beber água.

Outro indício muito citado em nosso consultório é o grito ou ganido do animal logo após ser pego no colo. Principalmente quanto se faz isso pelos braços, segurando-se as axilas.

Normalmente quando o animal está com dor na região do pescoço ele encontra mais dificuldade para descer de objetos, como camas e sofás, e de degraus. Essa observação torna-se mais evidente quando o animal consegue subir, mas fica latindo ou chorando para que alguém o desça.

O problema de coluna cervical pode começar apenas com a “queda” das patas traseiras, ou seja, é importante que o médico veterinário faça uma avaliação clínica antes de se dizer onde está a alteração.

O fechamento do diagnóstico é feito necessariamente por um médico veterinário. Normalmente pode-se optar por pedir exames de imagem (radiografias, tomografias, mielografias, ressonâncias) para a comprovação do problema, sua localização e extensão.

O tratamento aqui na Flor de Lótus Acupuntura Veterinária é feito de forma conservativa, ou seja, sem intervenção cirúrgica. Mas isso não nos impede de recomendar esse tipo de tratamento quando for a melhor opção de cura para o paciente, afinal de contas trabalhamos acima de tudo com a ética e os bons costumes da Medicina Veterinária.

A acupuntura atualmente é um dos procedimentos mais indicados para o tratamento dos problemas cervicais ligados tanto ao quadro ósseo quanto muscular e neurológico.

Durante e após o tratamento é importante que o proprietário do animal se responsabilize por algumas modificações no manejo do dia-a-dia do animal, reduzindo assim as chances de novas crises.

Modificações de Manejo:

Colocar os recipientes de água e comida mais altos, a altura do ombro do animal é um bom parâmetro (maior facilidade de apreensão de alimentos e água, sem causar dor);

Colocar piso antiderrapante nas áreas em que o animal circula (reduzindo, assim, os escorregões e aumentando o atrito das patas com o solo);

Evitar mudanças bruscas de alturas (pulos) e brincadeiras “tipo cabo de guerra” e “buscar a bolinha”;

Evitar subir e descer de escadas, camas e sofás sozinho;

(esses movimentos podem causar traumas irreparáveis na coluna, inclusive podendo fazer o animal ficar paralisado – paraplegia ou tetraplegia)

Realizar exercícios diários com o animal enquanto esse estiver saudável (melhora o alongamento e a força muscular do animal evitando futuras lesões);

Realizar massagens (ver artigo sobre massagens em nosso blog), com ou sem o auxílio de luz infra-vermelha ou bolsa térmica, para reduzir a tensão muscular (isso aplica-se a animais tensos, com dor local e especialmente na época de frio).

Lembrem-se! Os cuidados preventivos são a melhor forma de evitar o problema de saúde futuro! Previne-se não só as lesões, mas também os gastos!

Ainda com dúvidas?! Entre em contato: contato@flordelotusacupuntura.com.br

 

Uma ótima semana!

Referências:

  • A systematic review with procedural assessments and meta-analysis of Low Level Laser therapy in lateral elbow tendinopathy (tennis elbow). Jan M Bjordal*1,2, Rodrigo AB Lopes-Martins3, Jon Joensen1,2, Christian Couppe4, Anne E Ljunggren2, Apostolos Stergioulas5 and Mark I Johnson6 – BMC Musculoskeletal Disorders 2008, 9:75 doi:10.1186/1471-2474-9-75
  • Matéria: Veterinária de ponta – Unespciência. fevereiro de 2011. Pablo Nogueira.
  • Clinical observation on cervical spondylosis of neck type treated with acupuncture at original and terminal points of trapezius [Article in Chinese]. Dong WK, Lin XH. Zhongguo Zhen Jiu. 2012 Mar;32(3):211-4.

 

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *