Desenvolvimento dos filhotes de cachorro

Desenvolvimento dos filhotes de cachorro

Hoje em dia já sabemos que o desenvolvimento dos cães depende muito do período em que o cão era um filhote. Assim como uma criança pequena sofre traumas que colaboram em sua formação, o mesmo acontece com o seu canino de estimação.

 

A fase de formação do comportamento dos filhotes de cachorro ocorre enquanto ele, ainda bebê, observa sua mãe e o modo como ela interage com o mundo a sua volta.

 

Nesse período da vida, os filhotes de cachorro são muito vulneráveis a traumas psicológicos que podem, inclusive, deixar marcas pro resto de sua vida. Mas existem formas para reverter essa situação e criar um pequeno melhor amigo feliz e saudável.

 

Por falta de informação sobre filhotes de cachorro, alguns donos comentem alguns erros cruciais que podem acarretar num futuro desvio de comportamento no cão adulto.

 

Por exemplo, separar o cão de sua mãe com menos de 70 dias após seu nascimento é um erro que pode trazer problemas futuros. Esse período é de extrema importância para o filhote. A separação pode acarretar em complicações para os donos e para o próprio cachorro que poderá ter algum desvio de personalidade.

 

Uma vez não satisfeitos com o comportamento do animal, os novos donos podem cometer a violência de abandonar na rua o cão, fato esse que infelizmente acontece com muitos por aí. Por isso, é importante entender o desenvolvimento canino afim de prevenir certos equívocos que podem levar a situações desagradáveis para os donos e para seu canino de estimação.

 

Imprinting canino

O imprinting canino nada mais é que a fase em que o cão desenvolve sua personalidade canina, ocorre nas primeiras fases da vida do animal. Por isso, não é recomendável que seja doado com menos de dois meses. Nessa fase, ele conhece os aspectos sociais e psicológicos de sua espécie, ou seja, como se comportam e se comunicam.

 

O desenvolvimento do seu pequeno melhor amigo ocorre em 4 períodos conhecidos como neonatal, transição, socialização e juvenil.

 

1° período: neonatal – nascimento a 2° semana de vida

Nessa fase, o o filhote só mama e dorme. Ainda depende da sua mãe pra tudo e só recebe informações sobre o ambiente através do tato, pois sua visão e canal auditivo permanecem fechados.

 

2° período: Transição – 2° a 3° semana de vida

Nesse período, o cão abre os olhos, consegue ouvir os sons à sua volta e caminhar, fazer suas necessidades fora do ninho, se interessa por alimentos sólidos, brinca e começa a abanar o rabo e latir.

 

3° período: socialização – começa aos 21 dias e se estende até 12 semanas

Nesse período, o filhote começa a demonstrar sua personalidade. Na sétima semana, começa a se impor entre os outros filhotes e aprende a definir hierarquias. Além disso, descobre que pode carregar coisas na boca e aprende a brincar em grupo e investigar coisas de seu interesse no ambiente que vive.

 

4° Período: juvenil

Depois de passado os outros períodos, chega a hora que deve ser iniciado o treinamento doméstico, pois nesse momento o cão aprende a explorar os ambientes. Deve existir certo cuidado ao dar broncas no filhote, pois se for mal dada ele pode ter algum trauma futuro. É muito importante que nessa fase exista contato com humanos, para que ele saiba que pode confiar nas pessoas.

Compartilhe

Posts recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *