Banho a seco em animais

banho a seco em animais

Devido à crise hídrica de São Paulo e à necessidade de economizarmos água, vários hábitos cotidianos e negócios estão sendo alterados ou afetados. Numa época em que se reduz o tempo dos banhos e a lavagem dos carros, outra coisa que diminuiu em frequência e tempo foram os banhos dos animais de estimação. Uma alternativa que os pet-shops e os proprietários estão adotando é o banho a seco, que apesar de não substituir completamente o banho, ajuda no combate da oleosidade do pelo e do odor da pele. Ele pode ser feito ou com produtos industrializados ou a partir de soluções caseiras. E é também aconselhado como uma alternativa, em qualquer época do ano, ao banho comum. O banho normal, se for dado com muita frequência pode até prejudicar a saúde do cão. Isso ocorre porque no banho o cão perde um pouco da camada de gordura que protege a pele dele. Os produtos usados para o banho à seco para são vendidos em pet shops em forma de spray ou pó e basta aplicá-los diretamente na pele. Alguns precisam ser levemente esfregados para que o produto reaja, mas nenhum precisa de lavagem para ser retirado. Para evitar que o próprio banho seco prejudique a saúde do pet, é recomendado que aplique uma pequena porção em uma área da pele do cão e espere, ao menos, um dia para garantir que o cão não vai desencadear nenhuma reação alérgica ao produto. Outra opção é dar o banho à seco com produto feito em casa. A receita é misturar um tanto de água, digamos 1l, com metade desse tanto de vinagre branco (500ml) e a mesma quantidade (500ml) de álcool de cereais. A água deve estar morna. Molhe um pano com o produto e passe, com suavidade, na pele do seu animal, bem rente à raiz do pelo. A diferença do produto industrializado e do caseiro é que quando você utilizar o caseiro será necessário secar o seu animal com mais atenção. O produto não tem grande durabilidade, portanto utilize nas duas aplicações imediatamente seguidas. Os lenços umedecidos se mostram outra opção para amenizar a sujeira. Já os perfumes ajudam a disfarçar o mau cheiro, mas não limpam realmente, e às vezes incomodam os animais. No caso dos furões, chinchilas e coelhos, o banho comum com água é proibido, pois pode deixá-los doentes. Por isso, só banho a seco.

Compartilhe

Posts recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *