As 10 frutas e vegetais que ajudam na nutrição dos cães

As 10 frutas e vegetais que ajudam na nutrição dos cães

Por Sarah Winkler

Uma maçã por dia mantém o médico longe. Mas e quanto ao veterinário? Quando as pessoas pensam em alimentos para cães, imagens de alimentos enlatados de carne e ração podem ser as primeiras coisas que vêm à mente. No entanto, frutas e legumes que os humanos comem para manter-se bem também ajudam os cães a se manterem saudáveis.

Mesmo que alguns alimentos para cães possam ter a pretensão de serem totalmente naturais e orgânicos, muitos contém substâncias altamente processadas de grãos com base e nutrientes sintéticos que não possuem as vitaminas e minerais integrais necessárias para promover a boa saúde em um cão.

Além disso, o principal ingrediente na maioria dos alimentos de cão é o grão, um material que, por vezes, não é facilmente digerido por eles.

Assim como frutas e verduras são considerados alimentos saudáveis para os seres humanos, eles também podem ajudar a prolongar a vida de um cão. A laranja, as frutas e os vegetais vermelhos e amarelos são os melhores para os cães porque eles são muitas vezes ricos em nutrientes. Muitas frutas e legumes também contêm antioxidantes que reduzem o risco de câncer.

Mas nem todas as frutas e legumes são saudáveis para seu cão. Evite servir para o seu cão alimentos coloridos artificialmente ou geneticamente modificados; assim como para os seres humanos, os alimentos orgânicos são os melhores.

Apesar de muitos nutrientes serem encontrados nas cascas de frutas e legumes, os cães não têm as enzimas para quebrar as paredes de celulose – as camadas externas que alguns produtos possuem são indigestas para os caninos. Você tem que quebrar essas paredes para eles através da preparação de frutas e legumes em um processador de alimentos ou liquidificador, ou cozinha-los no vapor, ou ainda,  prepara-los em forma de pasta.

Leia mais para aprender mais sobre as frutas e vegetais que auxiliam na nutrição dos cães começando com aquele que o Perna-Longa adora! Quando perguntados se a cenoura é boa para os olhos, alguns podem responder: “Você já viu um coelho usando óculos?” O mesmo sentimento pode se aplicar a cães que são alimentados com cenouras como uma parte regular de sua dieta. As cenouras são bem conhecidas por promover a boa visão, e em ambos, seres humanos e cães, elas nutrem o nervo óptico e promovem uma boa saúde visual.

Além de seus benefícios visuais, as cenouras também são uma rica fonte de beta-caroteno, uma pró-vitamina que pode ser convertida em vitamina A. Beta carotenos são poderosos antioxidantes que podem ajudar a prevenir o câncer. Cenouras também contêm vitamina C, um nutriente que ajuda a produzir colágeno em ossos, músculos e cartilagens e os vasos sanguíneos de modo que o ferro pode ser melhor absorvido pelo organismo.

Além de vitaminas A e C, as cenouras são fontes de vitaminas D, E, K, riboflavina, niacina, cálcio, potássio, fósforo, sódio, magnésio e ferro. Estas vitaminas e micro-elementos são importantes para auxiliar o sistema imunológico e a digestão.

O brócolis é um dos vegetais mais ricos em nutrientes que os cães podem comer. Em adição às vitaminas A , C , D e o beta-caroteno , o brócolis contém ácido fólico, fibras e cálcio. Quando você cozinha o brócolis uma enzima que combate o câncer é liberada. Na verdade, mais de 33 compostos de prevenção do câncer são encontradas no brócolis. Além disso, o brócolis também contém vários fitoquímicos que param a formação de carcinógenos e os impede de atacar as células e também auxiliam enzimas na formação de agentes anticancerígenos.

O brócolis é um excelente alimento para os cães porque é um vegetal de baixo teor glicêmico, o que significa que ele não eleva os níveis de glicose no sangue. O brócolis converte a glicose muito lentamente, impedindo a liberação de grande quantidade de insulina de uma só vez – o que pode levar ao aumento de peso.

Além de propriedades ricas em nutrientes e de combate ao câncer, ele também possui sulforfano, um composto que ajuda a impulsionar o sistema imunológico. Mas apesar do brócolis poder ser dado a um cão com segurança, isso deve ser feito com moderação, pois ele pode reduzir a função da tireóide, quando administrado em grandes quantidades.

Quando os cães consomem melão, eles estão consumindo vitaminas para promover uma boa visão e estão comendo um alimento com grandes poderes antioxidantes. Os melões são uma excelente fonte de vitamina A, porque eles contêm grande quantidade de beta-caroteno.

Em humanos, o consumo de melão tem sido associada a uma taxa reduzida de aparecimento de catarata. E da mesma forma, o teor de vitamina A do melão ajuda a promover a boa visão em cães. O beta-caroteno encontrado em melões também reduz o risco de cancro e evita danos oxidativos às células. Além disso, o melão contém vitaminas B6 e C, bem como fibras, folato, niacina e potássio. A vitamina C atua como um antioxidante que pode ajudar a prevenir o câncer.

O melão é um bom fruto para alimentar os cães, pois geralmente não é alergênico. As substâncias que reduzem a função da tireóide e que ocorrem naturalmente nos vegetais e em pesticidas geralmente não são encontradas em quantidades mensuráveis de melões.

Para os cães, o aipo é um excelente recurso para melhorar a saúde do coração e reduzir as taxas de câncer. O aipo é rico em cálcio, potássio, fósforo, sódio, ferro, vitaminas A, B e C.

O fitoquímico ftalida 3-n-butil, que dá ao aipo seu sabor e cheiro característicos, é um poderoso agente de combate a tumores e tem sido encontrado reduzindo a taxa de crescimento de tumores em animais de laboratório.

O aipo contém ftalidas, um agente redutor do colesterol, e a cumarina, uma forma de prevenção do câncer. As ftalidas relaxam os músculos ao redor das artérias e causam a dilatação dos vasos, reduzindo assim a pressão arterial. Eles também diminuem os hormônios do estresse que podem causar o aumento da pressão arterial.

Estudos também têm demonstrado que a ingestão de feijão verde em animais pode melhorar os níveis de gordura no sangue e proteger contra danos oxidativos. O Feijão verde também contêm ômega-3 e ácidos graxos, que também contribuem para os benefícios cardiovasculares, assim como são uma excelente fonte de vitaminas A, C e K, bem como cálcio, cobre, fibras, ácido fólico, ferro, niacina, manganês, potássio, riboflavina, tiamina e beta-carotenos.

Estes legumes promovem a saúde óssea, pois contêm silício, vitamina K, cálcio, magnésio e fósforo – todos os nutrientes essenciais para manter os ossos fortes! Já a vitamina K ajuda a manter a saúde do osso porque promove a produção de osteocalcina, uma proteína isenta de colágeno nos ossos.

Quer ter um cachorro forte e saudável? Você pode ter o seu próprio “canino Popeye” se você alimentá-lo com espinafre. Este vegetal verde rico em nutrientes contém duas vezes mais ferro do que muitos outros vegetais. Ele também é uma boa fonte de fibras, cálcio, potássio e vitaminas A, B6 e K.

O espinafre é particularmente bom para os cães que precisam reduzir os problemas inflamatórios e cardiovasculares, bem como o câncer. Os flavonóides e os carotenóides contidos no espinafre fazem o papel de anti-inflamatórios e anticancerígenos naturais. Existem estudos em animais que mostram, por exemplo, que o extrato de espinafre pode reduzir as taxas de câncer de pele.

As maçãs contêm uma grande quantidade de vitaminas e nutrientes importantes. Em particular elas contêm antioxidantes poderosos. Tal como acontece com a maioria dos vegetais, maçãs orgânicas são melhores para os cães; elas contêm um terço a mais de antioxidantes do que as maçãs regulares. Elas também são uma excelente fonte de vitamina C para os cães; na verdade, uma maçã contém cerca de 1.500mg de vitamina C.

A pele de uma maçã contém altos níveis de vitamina A e pectina, uma fibra que pode melhorar a digestão, e fortalecer os músculos intestinais. A pectina também trabalha para livrar de toxinas o trato gastrintestinal e cria ácidos graxos de cadeia curta que mantêm longe as bactérias perigosas.

Se o seu cão não gosta de comer fatias de maçã, coloque as maçãs em um processador de alimentos para fazer uma compota de maçãs que você pode usar como base para produzir biscoitos naturais para ele.

Caso esteja procurando uma fruta para fortalecer o trato gastrintestinal e o coração do seu cão, a pera é o componente perfeito para ele. Peras contêm pectina, que ajuda a fortalecer o  intestino, e são também uma fonte de potássio, um nutriente que ajuda na manutenção do coração e da força muscular, assim como a transmissão nervosa e no metabolismo de hidratos de carbono.

As peras podem ser particularmente boas para os cães que sofrem de constipação ou irregularidade intestinal. A fibra encontrada nelas promove a saúde do cólon através da ligação com sais biliares. Os sais biliares parcialmente compostos de colesterol, assim que se unem com as fibras das peras, não só melhoram a saúde do cólon, mas também reduzem os níveis de colesterol da corrente sanguínea.

Além de constituir os sistemas cardiovascular e digestivo, as peras têm antioxidantes naturais. Elas são ricas em vitamina C, um nutriente que funciona contra danos dos radicais livres ao organismo. Além disso, a vitamina C promove a saúde do sistema imunológico, pois estimula as células brancas do sangue a combater possíveis infecções por bactérias e vírus, e estimula a vitamina E, se tiver sido ativada por radicais livres.

Quando você pensa em laranjas a primeira coisa que vem à mente é, provavelmente, a vitamina C. No entanto, elas oferecem muito mais nutrientes do que se imagina. As laranjas são ricas fontes de folato, tiamina, potássio, cálcio e magnésio. Elas também contêm flavonóides, um componente importante para fortalecer o sistema imunológico de um cão e os seus tecidos conjuntivos. As laranjas também podem proteger contra o câncer e ajudar a evitar infecções virais.

Estudos realizados em humanos mostram que o consumo de laranjas pode ajudar a prevenir doenças cardiovasculares, níveis altos de colesterol, reduzir o risco de câncer de estômago, promover a saúde respiratória e prevenir a artrite reumatóide. Embora os estudos não sejam realizados para a saúde dos cães, as maiores chances são de que seu cão pode experimentar os benefícios de saúde semelhantes, se ele aceitar frutas cítricas.

Por que falo isso?! Alguns cães podem apresentar diarreia ou difícil digestão frente às frutas cítricas. Para diminuir a possibilidade desses eventos, remova as sementes e casca antes de servir.

Já as abóboras não são apenas boas para se esculpir no Halloween; elas também são um alimento saudável para o seu cão. Se o seu cão está propenso a problemas digestivos e experimenta diarreia ou constipação vez ou outra, uma dieta que inclui purê de abóbora pode melhorar sua saúde intestinal. Abóbora amacia fezes, o que ajuda os cães que sofrem de problemas gastrintestinais. A fibra contida na abóbora também absorve a água, que ajuda a aliviar a diarreia.

Abóbora é uma rica fonte de fibra e você só precisa adicionar algumas colheres de chá dela para a dieta diária do seu cão melhorar a sua saúde intestinal.

Caso seu cão esteja acima do peso a abóbora é um excelente alimento para incorporar em sua dieta, porque dá aos animais a sensação de saciedade, enquanto é um alimento de baixa caloria. Como ela também é carregada com vitamina A e anti-oxidantes, fornece benefícios anti-inflamatórios, ajuda a regular os níveis de açúcar no sangue e promove a saúde cardiovascular.

Quem ainda não se convenceu sobre a alimentação natural para os nossos amigos peludos?!

Até a próxima!

 

Tradução por Carolinne Torres Silva Dias

Fonte: http://goo.gl/bkvDDO

Visite o nosso site
Visite o nosso Facebook

Compartilhe

Comments

  1. Rosevânia Alves dos Santos : janeiro 15, 2016 at 7:36 pm

    Muito obrigado pelas dicas Flor de Lótus.

    Me esclareceu muito sobre algumas alimentação pra meu cachorrinho.

    Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *